Arquivo para Ficção Científica

Guardiões da Galáxia Vol. 2

Guardiões da Galáxia Vol.2 (Guardians of the Galaxy Vol. 2, 2017) é a continuação da história do Peter Quill (Chris Pratt) pelo universo. Ele e sua tripulação entram em mais uma confusão, só que dessa vez eles acabam encontrando o pai de Quill.

Eu assisti esse filme na estreia junto com o meu marido, só que eu acabei ficando um pouco afastada do site, por isso a demora para postar sobre ele. Olha, o longa é muito bom e vale a pena se deslocar até o cinema e pagar aquela fortuna para assistí-lo. A história é muito engraçada, cheia de ação e de cenas memoráveis. Aliás, a trilha sonora é incrível. Eu não sou uma pessoa que gosta muito dos personagens da Marvel ou da DC, mas o Peter Quill foge do retrato convencional de um herói e mostra um cara confuso e enrolado, o que deixa tudo mais leve e divertido.

Contamos com a presença de Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Michael Rooker (da série The Walking Dead), Sylvester Stallone, Kurt Russel, Sean Gunn (da Série Gilmore Girls), Vin Diesel (Groot) e Bradley Cooper (Rocket). Todos trabalharam incrivelmente bem e eu confesso que o Chris Pratt vem me surpreendendo positivamente desde Noivas em Guerra (2009)

O diretor e o roteirista principal do longa é James Gunn, que também dirigiu o primeiro Guardiões da Galáxia (2014). O filme é baseado em uma HQ da Marvel e por isso muitas outras pessoas são responsáveis pelo roteiro, incluindo Stan Lee, um dos criadores do personagem Groot.

Resumindo, o filme é muito bom e engraçado. Vale a pena ir ao cinema para assistir esse longa.

Nota:

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

Obs: Existe uma playlist específica do filme no Spotify, mas você também pode encontrar as músicas na playlist no Náufragos de Sofá.

Logan!!!!

Logan (2017) conta a história do Wolverine (Hugh Jackman), que já está velho e cansado. Ele divide sua vida cuidando do idoso Professor Xavier (Patrick Stewart) e trabalhando como chofer de limousine. No entanto, sua vida muda de rumo quando uma mulher (Elizabeth Rodriguez) pede auxílio para transportar uma menina (Dafne Keen) até outra cidade.

Olha, eu sou fã do Wolverine, ele é meu mutante e super herói favorito. A história do personagem é rica e interessante, mas confesso que não estava esperando para ver esse longa. Eu vou ser bem honesta com vocês, meu marido amou o filme e eu não achei isso tudo, na verdade eu achei tudo muito fraco. Eu não sei se a história estava seguindo as HQ’s, o que eu sei é que não senti aquele arrepio na pele e nem vontade de aplaudir no final. Assim, a única coisa que eu achei legal foram as cenas com o Professor Xavier e a atuação da atriz Dafne Keen.

Contamos com a presença de Hugh Jackman, Patrick Stewart, Dafne Keen, Boyd Holbrook (série Narcos), Stephen Merchant, Elizabeth Rodriguez (séries Orange is The New Black e Fear The Walking Dead),Richard E. Grant e Eriq La Salle.

O diretor do longa é James Mangold. Como roteiristas temos Michael Green e o próprio Mangold.

Resumindo, o filme é fraco, ou seja, eu não achei isso tudo que estão pintando por ai. A história distrai, mas só isso. Se eu pudesse teria visto em casa, não teria gasto tanto dinheiro para ir ao cinema (que aliás está o olho da cara).

Nota: 

Desejo a todos um outro filme e muita pipoca!!!!

A Chegada!

A Chegada (Arrival, 2016) conta a história de naves espaciais que apareceram em diversas partes do mundo. Sendo assim, a professora de linguística Louise Banks (Amy Adams) é chamada para estabelecer contato com os alienígenas.

Eu vou ser sincera com vocês, eu gostei do filme, mas eu acho que o Christopher Nolan me acostumou muito mal, porque eu sempre espero um Interestelar (2014) e acabo me decepcionando um pouco. A Chegada possui uma fotografia incrível, a atuação dos personagens é muito boa, a trilha sonora é envolvente e a trama também é diferente e instigante.  Sendo assim, a película possui todos os requisitos para ser excelente, tanto que foi indicado ao Oscar desse ano, mas eu, particularmente, senti a falta de algo a mais, o que de forma alguma desqualifica a grandeza do filme.

Contamos com a presença de Amy Adams, Jeremy Renner (Vingadores: Era de Ultron, 2015) e Forest Whitaker. Eu confesso que adoro o Forest Whitaker, mas eu sou super fã e tenho uma grande simpatia por todos os filmes da Amy Adams, como Julie & Julia (2009).

O diretor do longa é Denis Villeneuve, que também dirigiu Os Suspeitos (2013) e Sicario: Terra de Ninguém (2015). E como roteiristas temos Eric Heisserer e Ted Chiang (escritor do livro Story of Your Life, que serviu de base ao longa).

Resumindo, eu achei o filme bom e com certeza vale a pena assistir.

Nota:

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

 

BLACK MIRROR!!!!

Pode ser que você já tenha ouvido falar da série britânica Black Mirror, ou você pode ser como eu, que nem sabia da existência. Foi um amigo do meu marido que recomendou a série e eu acabei embarcando nessa nova aventura televisiva. Vou ser honesta com vocês, eu adorei, mas tenho uma enorme dificuldade de dizer sobre o que se trata. A série surgiu em 2011, cada episódio é uma história diferente, com atores e cenários distintos. Ela se passa em um futuro bem próximo e mostra como determinados avanços tecnológicos podem alterar o modo como vemos a vida e como isso também pode afetar nossas decisões e o nosso psicológico. A primeira coisa que você vai fazer quando assistir a série é se questionar: “Será que se eu tivesse no lugar do protagonista eu agiria assim? Será que tal atitude é certa? Isso pode ser tratado como tortura ou escravidão? O que pode ser considerado moral ou ético?”.

Algumas pessoas acham a série incômoda, perturbadora, aterrorizante, mas eu, honestamente, achei interessante, cativante e excessivamente instigante. A série poderia ser denominada como um Twilight Zone contemporâneo misturado com uma pitada de Stephen King. No entanto, o criador de Black Mirror é Charlie Brooker, ele é o roteirista e produtor. Eu confesso que fazia um tempo que eu não via algo tão bom e pretendo buscar outras trabalhos dele.

A série é bem curta e isso me agrada bastante, pois eu acho que séries longas são cansativas e acabam se perdendo no roteiro. A 1ª temporada tem 3 episódios, a 2ª temporada tem 4 episódios e a 3ª temporada possui 6 episódios. E segundo o site IMDB a 4ª temporada já tem previsão para sair em 2017, com mais 6 episódios.

Resumindo, Black Mirror é muito bom e vale a pena assistir. O melhor de tudo é que você o encontra disponível na Netflix. Estou doida pra terminar de assistir a 2ª temporada, pois estão dizendo por ai que a 3ª temporada está absurda!

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_half

Desejo a todos uma excelente série e muita pipoca!!!!

 

« Postagens Antigas