Arquivo para Biografia

GirlBoss!!!!

 

GirlBoss (2017- ) conta a história de Sophia (Britt Robinson), uma mulher de 22 anos que não sabia que rumo dar a própria vida. Ela estava sem dinheiro, cometendo pequenos furtos e pegando comida em lixeiras até que uma ideia surgiu em sua mente: vender peças de roupa vintage pelo eBay.

Há pouco tempo me indicaram o livro GirlBoss (sobre a vida de Sophia Amoruso, fundadora do site Nasty Gal), mas eu não me senti nem um pouco tentada a ler. Confesso que minha visão mudou e eu achei a história bem inspiradora, pois ela busca mostrar que você não deve desistir de seus sonhos independente das dificuldades que possua pelo caminho. Valeu a pena dar uma olhada nessa série, que é bem divertida e com uma trilha sonora muito boa. Com certeza eu vou buscar o livro para ler.

Contamos com a presença de Britt Robinson, Ellie Reed e Dean Norris (Hank Schrader da série Breaking Bad). As duas atrizes principais são carismáticas, engraçadas e atuaram muito bem.

O criador da série é Kay Cannon, que já trabalhou nos filmes A Escolha Perfeita (2012), A Escolha Perfeita 2 (2015) e em séries como 30 Rock(2007-2012) e New Girl (2012-2014). Como curiosidade temos a atriz Charlize Theron como uma das Produtoras Executivas.

Resumindo, a série é boa, leve, divertida e inspiradora. Vale a pena sentar no sofá para ver numa tacada só.

Nota:

Desejo a todos uma boa série e muita pipoca!!!!!!

 

 

American Crime Story!!!!

American Crime Story (2016-  ) conta a história do julgamento de O. J. Simpson, acusado pelo homicídio de Nicole Simpson (Ex- Esposa de O.J.) e Ronald Goldman.

A única coisa que eu tenho a dizer é que essa série é incrível e que vale a pena cada hora sentada no sofá. Quando esse crime abalou os Estados Unidos eu era muito pequena para saber o que estava de fato acontecendo. Durante a Faculdade de Direito, você não vai ver casos assim sendo analisados, pois o Brasil segue uma linha jurídica diferente dos Estados Unidos. Então, eu nunca tive curiosidade de sentar e estudar o caso. O que me fez de fato pegar essa série para assistir é que eu descobri o canal Investigação Discovery (ID), que possui casos muito interessantes, o que me deu margem para buscar outros programas sobre investigação.

American Crime Story é extremamente bem feito, rico em detalhes e fiel aos fatos. Possui ainda uma trilha sonora condizente com o período histórico em que ocorreu o crime, ou seja, meados da década de 90. E você consegue ver em larga escala, não só a repercussão dos homicídios em si, mas como esse julgamento abalou todos os envolvidos, da promotoria ao magistrado. Todos foram expostos a mídia, levando a questões raciais e de gênero, que abalaram todos os americanos que acompanharam o caso.

Contamos com a presença de atores incríveis como Cuba Gooding Jr, Sarah Paulson, John Travolta, Courtney B. Vance, Sterling K. Brown, Selma Blair, Kenneth Choi, Connie Britton, Christian Clemenson, Bruce Greenwood,  Nathan Lane, David Schwimmer e Evan Handler.

A série foi dirigida por Ryan Murphy (Criador de American Horror Story (2011- ), Glee (2009-2015), Scream Queens (2015- ) e Nip/Tuck (2003-2010)), Anthony Hemingway e John Singleton.  Os episódios contaram com a presença de diversos criadores, entre eles estão Jeffrey Toobin, Scott Alexander e Larry Karaszewski. Toobin escreveu “The Run of His Life: The People v. O.J. Simpson“, livro que deu origem a série. Enquanto Alexander e Karaszewski já trabalharam juntos em três bons longas: Grandes Olhos (2014), 1408 (2007) e O Povo Contra Larry Flint (1996).

Como curiosidade, tudo indica que esse ano sairá a 2ª Temporada de American Crime Story, que contará a história do Furacão Katrina e a 3ª Temporada, que só sairá em 2018 será sobre o assassinato de Gianni Versace.

Resumindo, depois de tudo que eu disse sobre a série, você não pode mais ter qualquer dúvida sobre a sua grandiosidade, corra para assistí-la e veja com seus próprios olhos como ela é incrível!!!!!

Nota:

Desejo a todos uma série incrível e muita pipoca!

O Escafandro e a Borboleta!

O Escafandro e a Borboleta (Le Escaphandre et Le Papillon, 2007) conta a história do editor da revista Elle, Jean-Dominique Bauby, que sofreu um derrame e acabou perdendo o movimento de todo seu corpo, com a exceção de um olho.

Eu lembro como esse filme foi aclamado pela mídia, ele chegou a ser nomeado a quatro Oscars e ganhou uma porção de outros prêmios. Sinceramente, eu não sei porque demorei tanto para vê-lo, talvez seja por ter dificuldade em ter acesso na época ou por nem saber sobre o que se tratava. Bem, resolvi ver e como todas as películas baseadas em fatos reais, ele é um pouco cansativo. Esse marasmo que você pode sentir ao ver filmes biográficos é normal, pois as pessoas não são obrigadas a ter tido uma vida cheia de ação  e muitas vezes os desfechos não são como queremos, esse é o mal dos filmes não fictícios.

A situação de Bauby é deveras sufocante e faz você questionar o que você tem feito da sua vida até agora, tendo em vista que a qualquer momento o acaso pode cruzar seu caminho. Não existem palavras para tentar explicar como deve ser a sensação de ficar preso em uma cama de hospital sem poder se movimentar. O longa é triste, mas a forma que é usada para abordar a história não vai te levar ao choro.

Eu vou ser honesta com vocês, dá para contar dos dedos das mãos os poucos atores franceses que eu conheço. Sendo assim, eu reconheci de vista os atores Mathieu Amalric, que interpretou o Jean-Dominique e a Emmanuelle Seigner, que fez o papel de Céline. Amalric trabalhou no O Grande Hotel Budapeste (2014) e Seigner em Piaf: Um Hino ao Amor (2007).

O diretor do longa é Julian Schnabel e como roteiristas temos Ronal Harwood e Jean Dominique Bauby (o filme se baseou no livro homônimo de Bauby, que ele escreveu após o derrame, usando apenas um olho para se comunicar).

Resumindo, a película é um pouco cansativa, mas eu diria que vale a pena assistir, principalmente se você gosta de filmes biográficos.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

A Grande Aposta!!!!

A Grande Aposta (The Big Short,2015) conta a história da crise imobiliária que afetou os Bancos e toda a população norte-americana. No entanto, alguns empresários conseguiram prever que a bolha ia estourar e resolveram jogar contra o mercado, apostando todas as suas fichas na catástrofe que estava para acontecer.

Esse filme ganhou o Oscar 2016 de melhor roteiro adaptado, muito antes que nós brasileiros tivéssemos a chance de vê-lo. Eu fiquei perdida na premiação, pois não fazia ideia se o longa era bom ou ruim. A verdade é que o filme é realmente confuso, se você não entende nada sobre o mercado financeiro, então os termos e os acontecimentos serão bem nebulosos. Para tentar explicar ao telespectador como a questão funcionava, o filme usou a estratégia de trazer algumas celebridades conhecidas para simplificar o tema, como Anthony Bourdain, Margot Robbie, Selena Gomez e outros. Esse artifício foi bem interessante e ajudou até certo ponto, já que em alguns momentos tive que parar o filme e recapitulei o que realmente aconteceu para ver se eu tinha entendido. Eu só sei uma coisa, essa película teria que ser vista outras vezes para uma total compreensão, assim como ocorreu com o longa Interestelar nos cinemas americanos, que disponibilizaram a compra de ingressos com passe infinito até que algo fizesse sentido na mente do telespectador.

A película em questão conta com a presença de Brad Pitt, Ryan Gosling, Steve Carell e  Cristian Bale.Um time muito bom e que fez uma combinação muito boa nas telonas.

O diretor do longa é Adam McKay, que já dirigiu alguns episódios de Saturday Night Live e alguns filmes com o Will Ferrell como O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy. Como roteiristas temos Chales Randolph, o próprio McKay e Michael Lewis, este último é o autor do livro homônimo que deu origem ao longa. Vale fazer mais algumas considerações sobre o escritor Michael Lewis, pois ele escreveu outros livros que viraram filmes, como Moneyball: O Homem que Mudou o Jogo e Um Sonho Possível, ou seja, esse cara é incrível.

Resumindo, eu achei o tema instigante e acho que vale a pena dar uma chance ao longa.

nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_halfstar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

« Postagens Antigas