Arquivo para 21 de junho de 2016

Como Eu Era Antes de Você!!!!!

Como Eu Era Antes de Você (Me Before You, 2016) conta a história de Lou Clark (Emile Clarke) uma menina que resolve pegar o emprego para cuidar de Will Traynor (Sam Caflin), que ficou tetraplégico devido a um grave acidente.

Esse filme está sendo anunciado há meses e quando vi o cartaz pela primeira vez eu não fazia a menor ideia que película era aquela e que era baseado em um best seller. Então, resolvi pegar o livro para ler antes do longa sair. O livro é excelente, Jojo Moyes fez algo envolvente, engraçado, cheio de romance e de lágrimas. Acho que o livro fez sucesso porque conseguimos nos identificar com a personagem principal, ela é baixinha e desajeitada, como eu e a maioria das mulheres.

Confesso que estava bem ansiosa para ver o longa e pelo visto todas as meninas da região também estavam animadas demais, porque o cinema estava extremamente lotado para uma segunda feira. Fui sozinha ver a sessão porque meu marido não ficou empolgado para assistir e eu o entendo perfeitamente. Uma pipoca média e um refri era tudo que eu precisava. Para ser bem sincera, o longa foi bom, não decepcionou, foi fiel ao livro, mas com certeza entrou naquela linha dos filmes que não são tão bons quanto suas respectivas obras literárias.

Eu acho que todos os atores trabalharam muito bem e acredito que Emile Clarke e Sam Caflin foram muito bem escolhidos para os papéis de Lou e Will. Venho acompanhando a carreira de Sam Caflin, desde a sequência de Jogos Vorazes, passando pelo filme Simplesmente Acontece. E Emile Clarke aparece irreconhecível sem seus cabelos loiros quase brancos de Daenerys Targaryen da série Game of Thrones. Gostei muito de ver Brandon Coyle, que fez o papel de John Bates na série Downton Abbey e Matthew Lewis, nosso querido Neville Longbottom da sequência de filmes do Harry Potter.

A diretora do longa é Thea Sharrock. O filme é inspirado no livro homônimo de Jojo Moyes, que também trabalhou como roteirista.

Resumindo, o filme é bom e não decepciona, pois ele foi bem fiel ao livro. Ele foi tão fiel que eu tive a sensação de que o estava assistindo pela segunda vez. No entanto, eu o achei muito curto para que ocorresse uma verdadeira conexão com os personagens, diferente do que ocorre quando se lê a obra.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

 

Invocação do Mal 2!!!!!!!!!

Invocação do Mal 2 (The Conjuring 2, 2016) conta a história de Lorraine (Vera Farmiga)e Ed Waren (Patrick Wilson), dois médiuns que viajam para a Inglaterra com o objetivo de ajudar uma família a se livrar de um Poltergeist.

Pessoal, esse filme tem toda a combinação para ser um sucesso de bilheteria. Todas as cenas foram bem conduzidas, todos os atores interpretaram super bem, a maquiagem era muito bem feita, a fotografia era boa, o roteiro também e por último a trilha sonora. O longa conseguiu criar o clima perfeito para causar sustos, tremedeiras, calafrios e muitos pelinhos arrepiados. Então, se o seu objetivo é levar seu crush pro cinema, esse filme é a oportunidade perfeita pra vocês se aconchegarem um no outro.

Essa película conta com a presença de Patrick Wilson, Vera Farmiga, Simon McBurney, Frances O’Connor e Franka Potente. Vale Ressaltar, que Franka Potente fez a Lola de Corra, Lola, Corra (1998) e também interpretou Marie de Identidade Bourne (2002) e Supremacia Bourne (2004).

O diretor do longa é James Wan, que já dirigiu Invocação do Mal (2013), Sobrenatural (2010), Sobrenatural: Capítulo 2 (2013), Jogos Mortais (2004) e Velozes & Furiosos 7 (2015). Uma curiosidade legal é que Wan também será o diretor de Aquaman, que tem previsão de estreia para 2018 e que contará com a presença de Jason Momoa, nosso querido Khal Drogo de Game Of Thrones.

O longa em questão ainda conta com um excelente time de roteiristas: Carey Hayes, Chad Hayes, David Leslie Johnson e o próprio James Wan.

Resumindo, o filme é muito bom e como certeza vale a pena você sair de casa para assistir. Um longa desses é muito bom assistir no cinema, pois a sensação é bem mais intensa do que assistir na telinha de casa. E uma coisa legal é que já existe previsão de um Spin Off com base em um dos personagens dessa película sobrenatural.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_half

Desejo a todos um excelente filme e muita pipoca!!!!

 

Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos!

Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos (Warcraft, 2016) conta a história de um lugar tranquilo e pacífico chamado Azeroth, que acaba sendo atacado por uma horda de Orcs. Esse fato desequilibra toda região, trazendo uma guerra sem precedentes.

Eu vou ser super sincera com vocês, eu achei o filme muito ruim. Eu nunca joguei Warcraft e me pergunto se os fãs desse MMORPG estão felizes com o desenrolar desse longa. Porque eu não gostei, pois esperava um filme mais maduro com uma história complexa e intrincada, no entanto, eu me deparei com um roteiro simples demais e várias pontas sem qualquer explicação. Eu entendo a complexidade de fazer um filme assim, pois visualmente a película agrada, mas eu o achei bem raso.

Os efeitos visuais e a fotografia do filme foram muito bem feitos. É até difícil lembrar que são atores e não Orcs de verdade. Agora, quem não era Orc teve uma interpretação muito simplória e sem graça, como Travis Fimmel, o nosso Ragnar da Série Vikings, que não se destacou em nada e parecia sumir em uma história vazia.

O diretor do longa é Duncan Jones, que também já dirigiu o filme Contra o Tempo (2011), que, por sinal, é muito bom.  Como roteiristas temos Charles Leavitt, Chris Metzen e o próprio Duncan Jones.

Uma pergunta que não quer calar: Por que será que os filmes baseados em jogos não costumam ser bons? Bem, a única coisa que eu sei é que Warcraft não se salva e entra para o baú de filmes meia boca como Street Fighter, Super Mario Bros, entre outros. Talvez a melhor alternativa seja transformar essas histórias em animação e não em live action, como Final Fantasy. Será que não seria melhor?

Resumindo, com a exceção dos efeitos especiais, o filme é sem profundidade, o roteiro é fino, superficial e cheio de pontas soltas. Eu diria que não vale a pena sair nesse frio só para assistir esse longa. Ao que tudo indica, teremos mais algumas sequências, o que não me deixa nem um pouco animada.

Nota:star_rating_halfstar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um outro filme e muita pipoca!

Festival Varilux de Cinema Francês 2016!!!!!

Está em dúvida do que fazer nesses dias frios? Então essa dica é para você que está de bobeira. Enquanto você está aqui lendo esse post, está rolando em todo o Brasil o Festival Varilux de Cinema Francês 2016! O Festival já começou no dia 08/06/2016 e vai até o dia 22/06/2016, para mais informações entre no site  www.variluxcinefrances.com.br e confira essa programação incrível em algum cinema pertinho de você!

Desejo a todos excelentes filmes e muitaaaaaa pipoca!!!!!