Star Wars: O Despertar da Força!!!!

Star Wars: O Despertar da Força (Star Wars: Episode VII – The Force Awakens, 2015) tem como foco principal a Primeira Ordem, nova ameaça que surgiu décadas após a queda de Darth Vader. Essa organização liderada por Kylo Ren (Andy Driver), Líder Supremo Snoke (Andy Serkis) e General Hux (Domhnall Gleeson) quer o mapa que os conduz até Luke Skywalker (Mark Hamill). No entanto, a resistência consegue escondê-lo no robô BB-8, que é encontrado por Rey (Daisy Ridley), uma catadora de destroços de naves velhas e por Finn (John Boyega), um stormtrooper que traiu a Primeira Ordem em busca de seus ideais. Agora eles estão na mira da Organização mais sombria de todo o universo, será que vão conseguir escapar?

Eu vou ser muito sincera com todos vocês, eu já vi todos os filmes da saga Star Wars e reconheço que todos eles foram feitos com maestria e possuem uma temática que atraiu milhões e milhões de fãs. Eu os vejo como uma obra incrível e muito bem desenvolvida, mas eu vou ser completamente honesta com vocês, os filmes não me agradam e são um enorme teste de paciência, porque, particularmente, conflitos intergalácticos não me cativam. Nessa mesma corrente temos Star Trek, que embora tenha uma história completamente diferente, ele não me causa furor, porque essa vertente de exploração do universo não me atrai. Quando eu penso em outras galáxias, eu me remeteria a longas como Interestelar e Perdido em Marte, que tratam indiretamente da sobrevivência do ser humano em relação as adversidades que são encontradas a medida que um pedaço novo do universo se revela.

A questão é, que o fato dos longas não me cativarem, não atrapalha o juízo de valor que eu devo ter na hora da análise. Gostar ou não de um filme não pode interferir no trabalho realizado, sendo assim, Star Wars: O Despertar da Força é sim um grande filme.  No entanto, sabe o que mais me irrita, é o fato das pessoas que não acompanham a saga ou não se importam com ela, irem ao cinema para ver o longa só porque ele está em destaque na mídia. É claro que isso gera mais dinheiro, mas isso deturpa totalmente o sentido e o sentimento por trás de cada cena. Apenas os verdadeiros fãs puderam sentir a nostalgia, a alegria, a dor e o desespero por traz de cada personagem. Então, por favor, entenda e respeite o longa, você não deve ir ao cinema pensando que vai ver mais um filme qualquer e sim que você vai vivenciar um momento da história cinematográfica, em que uma saga incrível inspirou as mais diversas pessoas ao longo de todo o globo terrestre.

Como elenco temos a presença de Harrison Ford, Carrie Fisher e Mark Hamill. No entanto, quem se destacou foi Dasy Ridley e John Boyega com uma incrível atuação, trazendo leveza e graça ao longa. Agora, embora eu entenda a escolha de Adam Driver para fazer o papel de Kylo Ren, eu acho que ele não combinou nem um pouco com o personagem. Eu já venho acompanhando a trajetória dele desde a série Girls e eu acho que, infelizmente, outro ator poderia apresentar a juventude e o amadurecimento que esse e outras sequências estão tentando propor.

O diretor do longa é J.J. Abrams, que já dirigiu filmes como Além da Escuridão – Star Trek, Super 8, Star Trek (2009), Missão Impossível 3 e alguns episódios de séries como Alias: Codinome Perigo, Lost e Felicity. Abrams trabalhou mais como produtor de séries como Fringe, Alcatraz  e longas como Missão Impossível: Protocolo Fantasma e Eternamente Jovem.

Como roteiristas temos Lawrence Kadan, J.J. Abrams, Michael Arndt e George Lucas(já que os personagens foram criações dele).

Resumindo, eu respeito a grandiosidade do filme e entendo o seu significado dentro da história cinematográfica, como disse alguns parágrafos acima. No entanto, o tema não me agrada, eu não consigo ver Star Wars com o amor que os fãs possuem (como meu marido). No entanto, minha nota se baseia na atuação dos atores, na fotografia, na trilha sonora, nos efeitos especiais e principalmente na nostalgia que eu senti, pois já havia assistido todos os filmes da saga e é emocionante reencontrar personagens tão emblemáticos. Entretanto, Star Wars ainda não conseguiu despertar a minha força interior.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_halfstar_rating_empty

Desejo a todos um ótimo filme e muita pipoca!!!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *