Missão Impossível: Nação Secreta

Missão Impossível: Nação Secreta (Mission: Impossible – Rogue Nation, 2015) conta novamente a história de Ethan Hunt (Tom Cruise), que descobre que uma agência secreta chamado Sindicado não é apenas puro boato, ela existe e quer acabar com a IMF. Hunt precisará de todo o apoio possível para enfrentar essa ameaça invisível e poderosa.

Como sempre, fui ver esse filme após o expediente, mas um bom restaurante e uma boa bebida sempre conseguem apagar da mente um dia longo de trabalho. Com isso já fui criando o clima para ir ao cinema e dessa vez tinham pipoca doce, que foi a sobremesa da noite. Meu marido me acompanhou nessa “aventura”, e eu sei que ele me ama demais, primeiro porque ele não gosta tanto de filmes como eu e começo a imaginar como foi difícil abandonar o novo filho dele, o Xbox One que eu dei de aniversário, ele está num grude só com o pequeno.

O filme conta novamente com a presença de Tom Cruise, não que ele esteja banal no papel, eu acredito que esse personagem caiu como uma luva nele e seria difícil dissociar a figura de Hunt com a de Cruise. Ele é um bom ator, mas parece que ele sempre faz o mesmo papel, com as mesmas características, o mesmo humor e a mesma cara. O único filme que eu achei o trabalho dele bem diferente foi Entrevista com o Vampiro. Segundo o site IMDB, já está anunciado Missão Impossível 6, Top Gun 2 e Jack Reacher 2. (É impressionante como ele adora trabalhar em filmes blockbuster, um desafio as vezes seria bem vindo em sua carreira).

Contamos ainda com a presença de Alec Baldwin, Jeremy Renner, Simon Pegg, Rebecca Ferguson, Ving Rhames, Sean Harris e Tom Hollander.

O diretor do longa é o Christopher McQuarrie, que também já dirigiu os filmes Jack Reacher – O Último Tiro e À Sangue Frio. McQuarrie tem um currículo cinematográfico maior quando passamos a analisar sua atuação como roteirista, trabalhando em filmes como No Limite do Amanhã, Operação Valquíria e Os Suspeitos(1995).

Resumindo, o longa é um excelente filme de ação, com toda aquela adrenalina e os mais variados artigos tecnológicos.  Vale a pena ir ao cinema assistir e só para constar, não há nada depois dos créditos.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_halfstar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *