Sobrenatural : A Origem

Sobrenatural: A Origem (Insidious: Chapter 3, 2015) conta a história de Quinn (Stefanie Scott) uma menina ainda atormentada pela morte da mãe, que ela tenta a todo custo fazer contato. No entanto, não é sua mãe que responde ao seu chamado.

Como esse filme faz parte da sequência de Insidious, eu esperava bem mais dele. Só que o longa em questão é bem fraco, possui cenas que assustam, mas mesmo assim ainda soam fracas em comparação com os outros filmes.

Talvez tenha sido a mudança de diretor que fez toda a diferença, pois o diretor dos dois filmes anteriores era James Wan, que também já dirigiu o filme Invocação do Mal, Velozes e Furiosos 7 e que dirigirá o tão esperado filme do Aquaman. O diretor que entrou no lugar de Wan foi  Leigh Whannell e parece que ele não alcançou as expectativas almejadas. Essa foi a primeira atuação de Whannel como diretor, pois a maior parte de seu trabalho foi como ator, aliás, ele atuou em todos os filmes de sequência Insidious, ele era o Specs, o cara de óculos que participa das gravações dos eventos sobrenaturais junto com a médium Elise.

A atuação de todos os atores foi bem mediana, com exceção da atriz Lin Shaye no papel de Elise Rainier, pois ela manteve o mesmo ritmo que possuía nos outros dois filmes anteriores. Ainda contamos com a presença de Dermont Mulroney, que estava bem apagado no papel de pai da menina.

Resumindo, o filme distrai, mas é bem sem graça, não vale a pena se deslocar até o cinema para assistir esse longa.

Veja o post Insidious is Insidious!

Desejo a todos um outro filme e muita pipoca!

Nota:star_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_empty

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *