Arquivo para 20 de julho de 2015

Antes de Partir!!!!

Antes de Partir (The Bucket List, 2007) conta a história de Carter Chambers (Morgan Freeman) e Edward Cole (Jack Nicholson), homens totalmente diferentes, que acabam se conhecendo em um quarto de hospital. Parece que a única coisa que eles possuem em comum é o câncer, no entanto, o futuro reserva uma grande amizade.

Eu estava matutando qual seria o filme ideal para postar, já que hoje é o Dia do Amigo. Bem, meu marido sugeriu o longa em questão e eu simplesmente adorei, porque a amizade entre duas pessoas nem sempre é cercado de felicidade, a amizade também se fortalece nos momentos mais difíceis. Têm pessoas que acham que ser amigo é ir na sua festa de aniversário, mas e quando as coisas na sua vida ficam confusas, quando algo inesperado ocorre e tudo vira ao contrário? São em situações complicadas assim, que o seu amigo de verdade quer entrar para te ajudar, dar uma palavra, um ombro ou até mesmo um simples abraço.

A verdade é que amigo é aquela pessoa que você escolhe para caminhar junto com você, que vibra com as suas conquistas, que chora pelas suas perdas, que torce pelo seu sucesso e que acima de tudo traz no olhar a confiança de que ele sempre estará lá quando você mais precisar dele. Então, se você tem alguém assim, por favor, não deixe ele de lado e nem pense em abandoná-lo, dê um grande abraço e diga com todas as letras o quanto essa amizade é também importante para você. Dê um enorme Feliz Dia do Amigo!!!!!

Esse longa mostra isso, a amizade que pode surgir nas situações mais difíceis, às vezes parece que nada tem solução, que a solidão solidifica aos poucos o seu coração, mas a vida adora nos surpreender e podemos achar força em situações que nem esperávamos.  A dor que podemos sentir é muito profunda, mas podemos escolher se vamos transformar ela em choro e afundar na tristeza ou se podemos ainda manter a alegria em nossos corações, deixando tudo mais leve para nossas vidas e para as pessoas a nossa volta. O longa fala sobre tudo isso, mas não se preocupe porque ele não é tão triste como você imagina, ele também possui cenas muito engraçadas .

Morgan Freeman e Jack Nicholson estão fabulosos no filme! O que esperar de um longa que junta dois grandes atores para contracenar? Apenas o puro sucesso! Não posso esquecer de mencionar o ator Sean Hayes, que no papel de assistente de Edward (Jack Nicholson), me levou a boas risadas. Eu lembro de Hayes na série Will & Grace, mas também lembro da sua atuação no longa que conta a biografia de Jerry Lewis, então eu sei que Hayes tem ainda uma grande trajetória pela frente, mas que possui um grande potencial em sua manga.

O diretor do longa é Rob Reiner, que já dirigiu os filmes Questão de Honra e A História de Nós Dois. Além disso, ele tem uma longa lista de papéis que ele interpretou como ator em diversos outros filmes como o Clube das Desquitadas, Jogue a Mamãe do Trem e O Lobo de Wall Street. Espero que Reiner continue trilhando esse incrível caminho!

Resumindo, o filme é bom, daqueles que vai te fazer rir e chorar ao mesmo tempo.  O fato de ele não ter se destacado na mídia não faz dele um filme ruim, ele é bom e vale a pena ser assistido!!

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um excelente filme, muita pipoca e FELIZ DIA DO AMIGO!!!!

 

Assim na Terra como no Inferno!!!!

Assim na Terra como no Inferno (As Above, So Below, 2014) conta a história de Scarlett (Perdita Weeks), uma arqueóloga que resolve liderar uma expedição as catacumbas de Paris em busca da Pedra Filosofal. No entanto, o lugar é mais misterioso do que eles imaginavam, fazendo assim com que eles tenham que encarar seus próprios demônios.

Sinceramente, esse não era o filme da vez, o que eu queria ver era Touro Indomável, que deu um Oscar a Robert De Niro, mas além de o filme ser em preto e branco, ele ainda tem mais de duas horas de duração. Meu marido quase derreteu no sofá de tanto tédio do filme (hauhauhauhaua), sendo assim, passei para o próximo da lista. (Vou ter que ver o De Niro sozinha na próxima oportunidade).

Assim na Terra como no Inferno foi um filme pouco divulgado e ficou pouco tempo no cinema, mas possui uma trama boa. A única coisa  que me incomodou um pouco foi o jogo de câmeras, que se assemelha ao filme Bruxa de Blair, ou seja, a maioria das cenas são gravadas em primeira pessoa. Cada personagem possui uma câmera independente o que deixa as cenas um pouco mais confusas e rápidas. No começo eu achei que eu iria ficar com náuseas, porque eu fico tonta com facilidade, mas o filme me surpreendeu, porque eu consegui ver até o final sem vomitar.

Os atores trabalharam bem, embora sejam bem desconhecidos, com a exceção do ator Ben Feldman, que já atuou no filme Cloverfield, nas séries The New Adventures of Old Christine, Living with Fran, Med Man, Drop Dead Diva e A to Z. Feldman pode ter um currículo vasto, mas no filme em questão sua atuação ficou bem apagada. Quem se destacou mais foi a atriz principal, ou seja, Perdita Weeks.

O diretor do longa é John Erick Dowdle, que dirigiu também os filmes Demônio e Quarentena. Eu, particularmente, não gostei de nenhum dos dois filmes, mas Assim na Terra como no Inferno tem uma dinâmica boa que me deixou bem satisfeita.

Resumindo, o filme é bom, eu fiquei assustada em algumas cenas e acho sim que valeu a pena assistir.

 

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_empty

 

 

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

 

Golpe Duplo!

Golpe Duplo (Focus, 2015) conta a história de Nicky (Will Smith) um golpista profissional que acaba conhecendo Jess (Margot Robbie), uma trapaceira amadora. Quando Jess descobre as habilidades de Nicky, ela quer a todo custo ser treinada por ele para tornar seus golpes ainda melhores.

Eu não estava esperando muito desse filme e acabei vendo despretensiosamente. Confesso que ele me surpreendeu e se mostrou um bom longa. As cenas são bem elaboradas e conduzidas, os golpes são incríveis e assustadores (Agora eu só vou andar por ai agarrada com a minha bolsa, eita gente com mão leve!). As viradas dentro do filme são ótimas, sem deixar espaço para cair no lugar comum de tramas com a mesma temática. Você fica desnorteado e acaba sem saber qual o próximo passo que será conduzido, o filme não mostra golpes e sim passes de pura mágica. Só tem um fato que eu não gostei, o final peca pela rapidez e o filme acaba assim, veloz que nem um golpe. Talvez colocar esse final tenha sido a intenção dos diretores, mas, particularmente, achei rápido, confuso e um pouco fraco.

Will Smith estava impecável  no papel de Nicky, ou seja, ele sempre será uma aposta certa se os diretores e o roteiro forem bons.  Quanto a Margot Robbie, ela é uma atriz que eu sinceramente nunca tinha prestado atenção, ela trabalhou na extinta série Pan Am junto com a atriz Christina Ricci, no filme O Lobo de Wall Street e atuará no Esquadrão Suicida como Dra Harlee Frances Quinzel, ou Harley Quinn vulgo Arlequina.

Em relação ao ator Rodrigo Santoro, eu fico feliz em ver seu sucesso internacional, acho que entrar em Hollywood é realmente algo incrível. Ele está em uma lista bem curta de atores brasileiros que atuam em filmes norte americanos, junto com Wagner Moura e Alice Braga, mas diferente desses dois, Santoro ainda não me convenceu muito. Ele só é usado nos filmes como um estereótipo de homem latino bonito e nada mais, em matéria de atuação ele é apenas um acessório dentro dos longas, foi assim nesse filme, no filme Simplesmente Amor, As Panteras, Recém Formada O Golpista do Ano, só em 300 que ele se destacou mais, mas também ele estava dourado. Eu gosto do Rodrigo Santoro e acho que no Brasil ele teve e ainda tem mais espaço para atuar, fico esperando para ver quando Hollywood vai dar um espacinho para ele mostrar o que realmente foi fazer nos States.

Os diretores do longa foram Glenn Ficarra e John Requa, que também já dirigiram o filme Amor a Toda Prova, com Steve Carell, Ryan Gosling e Julianne Moore; e O Golpista do Ano, com  Jim Carrey, Ewan McGregor e Rodrigo Santoro. Ficarra e Requa são bons diretores com um currículo cinematográfico ainda muito curto, mas eu estou gostando muito dos dois e pretendo continuar acompanhando outros filmes que eles façam.

Resumindo, o filme é muito bom. Só o final mesmo que eu achei que pecou na rapidez em que se desenrolou e acabou sendo mais simples do que eu imaginava. Tirando esse pequeno detalhe, vale a pena assistir o longa.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

 

As Mães de Chico Xavier

As Mães de Chico Xavier (2011) conta a história de três mulheres: Ruth, Elisa e Lara. Elas precisam lidar com questões que envolvem a maternidade, seja uma gravidez indesejada ou até mesmo um filho dependente de drogas. Ainda contamos com a presença de Chico Xavier na trama.

Eu não sei se vocês perceberam, mas eu adoro falar de filmes que não estão mais em destaque na mídia. Eu acho interessante tratar dos filmes em voga no cinema, mas os que já saíram do pódio cinematográfico ainda possuem muita importância para mim. As Mães de Chico Xavier foi um dos três filmes produzidos para comemorar o centenário de Chico Xavier, um médium brasileiro, que psicografava. Chico tentava passar ensinamentos espíritas, seja através dos inúmeros livros que ele escreveu, seja através das sessões que eram abertas ao público.

O filme em questão foi pouco divulgado em comparação com os outros dois do centenário, isto é,  Chico Xavier e o Nosso Lar. Eu sei que é muito difícil fazer um longa tratando de um tema religioso e por causa disso eu vi críticas muito ruins sobre todos os filmes. As Mães de Chico Xavier é um filme extremamente simples, que não possui uma trama elaborada como se espera normalmente, mas mesmo assim, ele consegue cativar de um jeito encantador. Eu não possuo filhos, mas o filme me tocou de uma forma inesperada, porque o que ele busca não é tratar de religião, ele mostra problemas que temos na vida e como o amor e o perdão podem ajudar na solução deles.

Eu li uma crítica que falava sobre a forma como o filme trata sobre o aborto, ou seja, que ele impõe o aborto como um ato completamente condenável, sem margem para maiores considerações. Sinceramente, eu não achei que o filme impõe isso, eu acho que isso foi apenas mais uma reflexão de alguns críticos para empobrecer o longa. Independente das suas convicções religiosas e daquilo que você acredita sobre o aborto, esse longa não possui todo esse peso e esse desvalor que lhe foi atribuído. Algumas pessoas não entendem que um filme, assim como um livro ou uma peça de teatro é feito com objetivo de trazer uma reflexão (pelo menos a maioria deles), ele não busca te agredir moralmente, então quando você for ler uma obra literária ou ver uma obra cinematográfica você deve ter a mente aberta.

O longa conta com um excelente time de atores, Nelson Xavier, Vanessa Gerbelli, Caio Blat, Herson Capri e Tainá Müller. E é impressionante a semelhança física entre o ator Nelson Xavier e o Chico Xavier.

O diretor é Glauber Filho e Halder Gomes, eles ainda possuem um currículo curto, mas despertou, significativamente, minha curiosidade em assistir outros filmes que eles venham a dirigir.

Resumindo, o filme é bom, vale a pena assistir. Pode até ser que você ache chato, lento ou sem graça, mas ele traz um sentimento bom e uma boa reflexão. E a título de curiosidade, existe um documentário sobre as mães que realmente entraram em contato direto com o Chico Xavier e elas contam suas histórias e apresentam as cartas que foram psicografadas. Vou colocar também o trailer do documentário As Cartas Psicografadas de Chico Xavier da diretora Cristina Grumbach.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_halfstar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!