Sete Vidas

Sete Vidas (Seven Pounds, 2008) conta a história de Ben Thomas (Will Smith) um agente do governo que procura ajudar desconhecidos que possuem problema com o fisco. No entanto, algo aconteceu no passado e esse segredo que ele guarda a sete chaves o atormenta todos os dias de sua vida. Tudo muda quando ele acaba conhecendo Emily Posa (Rosario Dawnson), uma mulher com sérios problemas cardíacos.

Não julgue o filme apenas pela sinopse, esse é um daqueles que quanto menos se revela, menos chance se tem de dar spoiler sem querer. O longa é mais profundo que parece e possui um mistério que você vai vendo se descortinar diante de seus olhos.

Eu resolvi falar desse longa hoje porque ele é um bom drama. Will Smith dá um show de interpretação e eu fico muito feliz em ver sua evolução como ator, desde a época da série Um Maluco no Pedaço. Quem diria que aquele menino orelhudo seria um grande ator, não só trabalhando em comédias, mas mostrando todo o seu talento em dramas como esse.

O longa ainda conta com a presença de Rosario Dawnson e Woody Harrelson. Dawnson tem feito trabalhos bons ultimamente como a série O Demolidor, bem como trabalhou nos filmes da sequência Sin City. Enquanto Harrelson atuou no filme Truque de Mestre, nos filmes da sequência Jogos Vorazes e participou da série True Detective.

O diretor é Gabriele Muccino que também dirigiu o filme À Procura da Felicidade, que por sinal é ótimo também. Muccino nasceu em Roma e por isso possui muitos filmes italianos em seu currículo, mas se ele sempre trabalhou bem assim, então minha curiosidade fica aguçada para ver todos os outros que ele dirigiu.

Resumindo, o filme é bom, possui um tema bem diferente do que vemos nos longas atualmente. Ele te surpreende positivamente e é uma boa pedida nessas noites frias.

Nota:star_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_fullstar_rating_emptystar_rating_empty

Desejo a todos um bom filme e muita pipoca!!!!

P.s.: Um fato engraçado é que essa foto que eu coloquei no post foi a mesma que eu recortei de uma revista e coloquei no meu caderno de visualizações, e ai eu pensei: “Puxa, como seria bom ter um amor tão bonito como esse do filme”. Nove meses depois que eu colei a bendita foto no meu caderno, eu encontrei o amor da minha vida e estou com ele até hoje. Eu não sei se a foto tem relação, eu não sei se o livro O Segredo funciona, eu só sei que eu descobri quem era a pessoa de quem eu sempre senti falta durante 20 anos da minha vida.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *