Foxcatcher- Uma História que Chocou o Mundo!

Boa tarde pessoal, hoje nós vamos falar do filme Foxcatcher, ele é baseado na história verídica de dois irmãos, Mark Schultz (Channing Tatum) e David (Mark Ruffalo), ambos campeões olímpicos de Wrestling (um estilo de luta que pode ser livre ou greco-romana, por exemplo).  Ocorre que, John Du Pont (Steve Carell), um milionário que é apaixonado por Wrestling,  resolve montar um time e para isso ele chama Mark. Este fica atraído pela proposta de Du Pont por causa do salário oferecido, pela possibilidade de se aprimorar na luta e porque de qualquer forma ele quer ganhar outra medalha de ouro. Sendo assim, ele para de treinar com seu irmão David e vai morar na mansão de Du Pont, mas Mark não fazia ideia de onde estava se metendo.

A atuação de Channing Tatum no filme foi muito boa, mas a de Steve Carell foi realmente absurda, o que o fez ganhar uma indicação para o Oscar 2015. No entanto, Mark Ruffalo não me surpreendeu muito, eu gosto muito do ator, mas ele interpreta sempre da mesma maneira em todos os filmes que faz.

Na minha opinião, o longa é extremamente perturbador e sombrio. John Du Pont é uma pessoa sinistra demais, com um aspecto e um jeito de falar estranho. Ele nitidamente dá cada passo em busca de um olhar de aprovação de sua mãe. Além disso, ele parece que tem sérios problemas em relação a sua sexualidade, que ele tenta esconder e que no fundo vai minando sua própria personalidade. Para mim, Steve Carell interpretou muito bem, porque não dava para perceber que era o comediante que estava embaixo da maquiagem, mas o personagem em si possuía uma aura problemática, incrivelmente perturbadora e narcisista.

Eu sei que o filme é baseado em uma história real e que por causa disso não tem como fugir muito do enredo, mas o longa é lento e se arrasta demais, o que torna tudo mais pesado e ainda mais sombrio.

O longa foi dirigido por Bennett Miller, mesmo diretor de Moneyball-O Homem que Mudou o Jogo e Capote. Esse fato deixa bem claro que o diretor gosta de histórias verídicas.

Esse é uma filme que eu não recomendaria, mas acho interessante ver apenas pela curiosidade cinematográfica em relação a atuação de Carell.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *