Divergente

Oi pessoal, hoje eu vou comentar sobre o filme Divergente (Divergent), já que ontem foi a pré estréia de Insurgente aqui no Brasil. Para quem não sabe, Insurgente é a sequência de Divergente. Este conta a história de um mundo futurístico, um mundo já cansado e destruído pelos anos. Agora ele é dividido de forma diferente, facções. Essa foi a melhor forma de organização encontrada, o jovem é aproveitado naquilo que ele tem mais propensão. Quando chega a adolescência ele passa por um teste, por meio do qual ficará determinado se, por exemplo, ele tende mais para audácia, generosidade, etc. Ocorre que Beatrice (Shailene Woodley) fez o teste, mas ele foi inconclusivo, já que ela possui todas as habilidades de todas as facções existentes, sendo assim, ela é classificada como uma divergente. Beatrice desconhece o risco que está correndo. Jeanine Matthews (Kate Winslet) que é da facção da erudição quer assumir o poder, ela quer fazer um exército, só que para isso deverá matar todos os divergentes, pois estes não podem ser controlados.

O filme possui uma temática muito boa, a ideia é sensacional, eu acredito fortemente que o livro seja envolvente, mas o filme em si é bem fraco. Geralmente o livro é sempre melhor que o filme baseado nele, é claro que para um fã do livro, nada melhor que ver seus personagens fluindo em uma tela de cinema. No entanto, o filme também deve tentar prender aqueles que não leram o livro. Por exemplo, eu não li o livro Divergente e embora a temática seja muito boa, o filme não me prendeu, ele não me cativou como eu esperava. Não me entendam mal, eu gosto muito de filmes, e quando vejo algum que promete e percebo que ele não atinge minhas expectativas eu fico muito frustrada, ainda mais com Divergente, que tem tantos fãs.

Eu achei o longa com uma pegada muito adolescente, o que impediu a evolução do filme. Ele foi lento, sem empolgação, as cenas se arrastavam uma a uma. Não teve uma sintonia. Eu esperava uma ficção melhor, em que a questão das facções fosse mais explorado, mas o filme é mediano demais. Sinceramente, eu não sei o que esperar da sequência, na verdade, se o filme principal já foi assim, então ele já fugiu a lógica das sequências, em que o primeiro geralmente é o mais interessante. Eu não estou nem um pouco empolgada para continuar assistindo os filmes, mas quem sabe o livro me atraia mais.

Vou ser honesta com vocês, eu queria chegar aqui nesse post e dizer que o filme é maravilhoso, porque eu sinto que muitos fãs do filme não vão gostar da minha crítica, mas infelizmente eu tenho que ser honesta, o filme não foi bom. No entanto, eu sempre gosto de instigar meu leitores, acho que nada mais justo que ver o filme para ter sua própria impressão, pode ser que você se surpreenda e goste dele e se anime para ver a sequência no cinema.

A atuação dos protagonistas foi bem mediana, eles estavam ali e fizeram o que tinham que fazer e nada mais. Eu gosto muito da atriz Shailene Woodley, principalmente da atuação dela em A Culpa é das Estrelas, mas nesse filme eu não vi o seu brilho. Eu adoro a atuação de Kate Winslet, mas nesse filme ela estava apagadíssima, poderia ser qualquer outra atriz desconhecida naquele papel. E esse menino, o Quatro (Theo James) que fez o par romântico de Beatrice (Shailene Woodley), o que ele tem de interessante, ele tem de insosso, fica com a mesma cara durante o filme todo e não tem química nenhuma com a protagonista.

O diretor Neil Burger não foi feliz na condução desse filme, diferente de outros que ele dirigiu, como Sem limites e O Ilusionista. Divergente não é um filme feito para premiações e sim para arrecadar dinheiro de adolescentes que se apaixonaram pelos livros.

Resumindo, eu não recomendaria esse filme para ninguém.

Nota:star_rating_halfstar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_emptystar_rating_empty

Um Comentário

  1. […] Estrelas, pois ela conseguiu ganhar a simpatia do público e mostrou uma emoção que eu não vi em Divergente. Sua atuação no filme em discussão foi muito boa, estou bem interessada em ver os próximos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *